Setup Menus in Admin Panel

Faculdade Nossa Senhora de Lourdes

Licenciatura em Matemática

curso-matematica

matematicaConcepção

O curso está projetado para atender à formação do professor multiqualificado sob uma perspectiva holística, fundamentada  no processo dialético teoria/prática.

Esse novo profissional que se quer formar, deve estar sempre voltado para a sala de aula, utilizando-se das teorias estudadas, vivenciando-as, aplicando-as e reformulando-as para o  novo modelo de Escola que se quer implantar e  desenvolver. Deverá estar atento às mudanças que ocorrem na sociedade, capacitando-se para “aprender e aprender”, “aprender a ser”, “aprender a conviver” e “aprender a fazer” .

As instituições de Ensino Superior precisam estar atentas às mudanças que ocorrem na educação básica e na sociedade globalizante, requerendo a introdução de práticas inovadoras e questionadoras dos parâmetros históricos da educação (1).

A proposta para este Curso está, portanto, vinculada às discussões que vêm ocorrendo nas esferas educacionais públicas e privadas e está respaldada pelo Parecer n° CNE/CES 1.302/2001, Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Matemática, além das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores – Resoluções CNE/CP 1 e 2 /2002.

Estabelece-se, portanto, uma base humanística mais ampla, a qual possibilitará uma relação dialética entre professores e alunos, analisando-se e rompendo com o pragmatismo vigente na Sociedade e propondo-se o cultivo dos valores humanistas.

A formação do professor, no atual contexto histórico, visa a criação de condições para que o futuro profissional possa capacitar-se a construir e socializar  conhecimentos, contribuindo para o aprimoramento e aprofundamento das políticas  educacionais, a melhoria da qualidade de ensino  e  respondendo  às diversas  demandas  sociais. Nessa  perspectiva, esse futuro  professor

assume a função mediadora entre a prática pedagógica e a prática social global e o credencia para exercer  atividades em sala de aula e fora dela, construindo e sendo construído  numa relação dinâmica vivida no dia-a-dia da escola e da própria sociedade.

Assim, a implantação desse Curso de Matemática tem o objetivo geral de graduar e habilitar, em nível universitário, professores em atuação na Educação Básica, propondo um profissional que possa :

- comprometer-se com a dimensão pública da educação, compreendendo os vários campos de atuação, atendendo às demandas sócios/educativas em suas diferentes modalidades;

- ter a capacidade de expressar-se escrita e oralmente com clareza e precisão;

- dominar conhecimentos de Matemática do currículo da Educação Básica para o desenvolvimento do trabalho pedagógico, através de procedimentos metodológicos apoiados em bases epistemológicas adequadas;

- ter a capacidade de compreender, criticar e utilizar novas idéias e tecnologias para a resolução de problemas;

- ter a capacidade para produzir conhecimento técnico-científico que lhe permita orientar novas práticas educativas, tendo por compromisso a investigação, a interpretação e a intervenção dinâmica em sala de aula, nas unidades e nos sistemas educacionais em suas interfaces com a sociedade;

- ter a capacidade para estabelecer relações entre a Matemática e outras áreas do conhecimento;

- apreender, construir e reconstruir os conhecimentos como condição necessária à constituição e expressão da cidadania;

- buscar os fundamentos teóricos que possibilitem a esse profissional continuar os seus estudos e realizar cursos de pós-graduação.

Quanto às habilidades e competências próprias do educador, o licenciado deverá ser capaz de:

a) elaborar propostas de ensino-aprendizagem de Matemática para a Educação Básica;

b) analisar, selecionar e produzir materiais didáticos;

c) analisar criticamente propostas curriculares para o ensino de Matemática na Educação Básica;

d) desenvolver estratégias de ensino que busquem favorecer a autonomia e a flexibilidade do pensamento lógico nos educandos, dando mais ênfase às relações matemáticas e suas conseqüências;

e) perceber a escola como uma Instituição dinâmica, nela incluída a prática docente como processo carregados de incertezas e conflitos, um espaço de criação e reflexão, gerando e modificando continuamente novos conhecimentos;

f) contribuir para a realização de projetos coletivos dentro da escola básica, propiciando a esta uma melhor integração com a comunidade.

A formação de profissionais da educação e produção de conhecimento são dimensões indissociáveis, assim, o Curso de Matemática, terá como princípios:

a) trabalho pedagógico como elo articulador do currículo;

b) unicidade teoria/prática;

c) interdisciplinaridade;

d) contextualização;

e) compromisso social com as políticas educacionais;

f) elaboração do conhecimento como resposta aos problemas sócio-históricos da realidade local.

O Curso propiciará ao discente o desenvolvimento de competências, saberes e habilidades, por meio de estudos teóricos e práticos, reflexão crítica e investigação com conhecimentos sobre Matemática, planejamento, execução e avaliação de atividades educativas e a aplicação ao campo da educação de conhecimentos matemáticos, além de conhecimentos histórico-político, sócio-culturais, filosóficos e econômicos e outros que dêem uma sólida base humanística, numa visão interdisciplinar, além do conhecimento da escola como organização complexa que tem a função de promover  a educação para  e na cidadania, que possibilite sua participação na gestão democrática de processos educativos e na organização e funcionamento de instituições de ensino.

O egresso do curso deverá ter o domínio das seguintes competências e habilidades:

Gerais

a) capacidade de expressar-se escrita e oralmente com clareza e precisão;

b) capacidade de trabalhar em equipes multi-disciplinares;

c) capacidade de compreender, criticar e utilizar novas idéias e tecnologias para a resolução de problemas;

d) capacidade de aprendizagem continuada, sendo sua prática profissional também fonte de produção de conhecimento;

e) habilidade de identificar, formular e resolver problemas na sua área de aplicação, utilizando rigor lógico-científico na análise da situação-problema;

f) estabelecer relações entre a Matemática e outras áreas do conhecimento;

g) conhecimento de questões contemporâneos;

h) educação abrangente necessária ao entendimento do impacto das soluções encontradas num contexto global e social;

i) participar de programas de formação continuada;

j) realizar estudos de pós-graduação;

k) trabalhar na interface da Matemática com outros campos de saber.

Específicos

No que se refere às competências e habilidades próprias do educador matemático, o licenciado em Matemática deverá ter as capacidades de:

a) elaborar propostas de ensino-aprendizagem de Matemática para a educação básica;

b) analisar, selecionar e produzir materiais didáticos;

c) analisar criticamente propostas curriculares de Matemática par a educação básica;

d) desenvolver estratégias de ensino que favoreçam a criatividade, a autonomia e a flexibilidade do pensamento matemático dos educandos, buscando trabalhar com mais ênfase nos conceitos do que nas técnicas, formulas e algoritmos;

e) perceber a prática docente de Matemática como um processo dinâmico, carregado de incertezas e conflitos, um espaço de criação e reflexão, onde novos conhecimentos são gerados e modificados continuamente;

f) contribuir para a realização de projetos coletivos dentro da escola básica.

Configurando a educação como vinculada ao mundo de trabalho e a prática social e, ainda, a peculiaridade desse  Curso  voltado  para  a  docência e seu efetivo trabalho em sala de aula,  o perfil esperado do egresso do Curso é o de um profissional multiqualificado para o exercício da docência  de Matemática na Educação Básica, comprometendo-se com a dimensão de uma escola pública e privada de excelente qualidade, capaz de responder às inúmeras formulações da sociedade quanto à inserção de toda criança, jovem e adulto no mundo da cidadania e do trabalho. Precisará dominar as competências e habilidades específicas e pedagógicas cuja formação possa “contribuir para a intervenção social na construção da cidadania” (Kuenzer, 1998), a construção de uma práxis reflexiva e crítica, além de ter o instrumental necessário para o domínio das novas metodologias de ensino e pesquisa, dos diferentes campos da Matemática e em geral, da educação, condição indispensável ao prosseguimento dos seus estudos no nível de Pós-Graduação ou de Formação Continuada. Nesse contexto um Curso de Licenciatura deve garantir que seus egressos tenham:

a) uma sólida formação de conteúdos de Matemática;

b) formação que lhes prepare para enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mercado de trabalho e das condições de exercício profissional;

c) visão de seu papel social de educador e capacidade de se inserir em diversas realidades com sensibilidade para interpretar as ações dos educandos;

d) visão da contribuição que a aprendizagem da Matemática pode oferecer à formação dos indivíduos para o exercício de sua cidadania; visão de que o conhecimento matemático pode e deve ser acessível a todos e consciência de seu papel na superação dos preconceitos, traduzidos pela angustia, inércia ou rejeição, que muitas vezes ainda estão presentes no ensino-aprendizagem da disciplina.

matematica-tabela

Facebook

Últimas Notícias

Pergunte ao Professor

Biblioteca Online

Cintep

Desenvolvido por Terra de Índio Publicidade. Todos os direitos reservados.

Setup Menus in Admin Panel